TARAUACÁ: GREVE DA EDUCAÇÃO



Tarauacá É assim:

Um município capaz de ajudar eleger por duas vezes o Médico Tião Viana Governador do nosso Estado. É só olhar os resultados das duas últimas eleições e verão a contribuição decisiva dos eleitores do município. Inclusive, com a grande maioria dos servidores da educação apoiando e votando.

Tarauacá é capaz, também de se levantar contra o próprio governador que elegeu.

E assim está sendo com a greve da educação. 

Eu acompanho essa realidade há 25 anos. Já nos levantamos contra governos de todos os partidos. E não penso em me aposentar dessa luta.

Tarauacá é o único município onde 100 por cento das escolas da rede estadual pararam de funcionar com a greve. 
Tarauacá se rebela também contra aqueles resolvem tentam se utilizar de "instrumentos de pressão usados no passado negro do nosso estado", ameaçando, intimidando e querendo obrigar os servidores a voltar ao trabalho.

Isso só revolta nossa categoria.

O recente protesto com o fechamento da BR 364 pelos servidores e o barulho de hoje na chegada do governador é prova de que essa cidade é resistente e guerreira.

Reconhecemos inúmeros avanços na vida dos acreanos, especialmente na área da educação, graças aos últimos governos.

Sabemos também que nos últimos anos tivemos inflação crescente e o aumento dos combustíveis, luz, água,telefone, transportes, vestimentas,gêneros alimentícios e outros.

Se todos precisam se sacrificar, por quê só nossa classe de educadores tem que arcar com o ônus da crise econômica?

Estamos querendo reposição das perdas inflacionárias e outros benefícios já conquistados, que estavam em curso e que foram suspensos. É só isso. 

Por ser Tarauacá, juntamente com Cruzeiro do Sul, os únicos municípios que realmente estão em greve, propomos uma conversa com o governador ou quem quer que possa decidir alguma coisas pelo governo para reabrirmo o diálogo e resgatarmos a possibilidade de avanços. 

Se não for assim, só nos resta a radicalização.

Acorda Sinteac! 
Avante Guerreiros da Educação.

Por Raimundo Accioly
Do Blog do Accioly

Comentários