ACRE: Sebastião Viana ignora crise e greve da educação e continua nomeando apadrinhados


Sebastião Viana ignora crise e greve da educação e continua nomeando apadrinhados
O governador Sebastião Viana que através de seus secretários envia recados de que não tem dinheiro para conceder aumento aos servidores da educação, continua recheando o Diário Oficial do Estado de nomeações. Somente nesta sexta-feira (31) foram mais de 20 decretos nomeando Cargos Comissionados.

Entre as secretarias que recebem os “indicados” figuram as de Educação – centro da crise com professores – e a Secretaria de Articulação Institucional, para onde vão apadrinhados políticos do Palácio Rio Branco.

Nenhum outro despacho foi publicado no Diário Oficial de hoje a não ser de nomeações assinadas pelo governador. Ontem (29) Sebastião Viana esteve em audiência junto com 25 governadores e um vice-governador com a presidente Dilma Rousseff, que entre outros pedidos, apelou para que a Federação ajude ao país sair da crise.

O governador do Acre parece ignorar esse quadro. Como o ac24horas já adiantou uma idéia, até abril de 2015, o governador Sebastião Viana já havia nomeado 1.779 cargos em comissão, distribuídos de CEC-1 a CEC-07, gerando uma despesa mensal de R$ 6,7 milhões e anual de R$ 87,66 milhões.

Somando com os cargos do primeiro escalão (R$ 39,41 milhões/ano), secretários de Estado e assessores especiais, a despesa anual, considerando a quantidade de ocupantes de cargos neste momento, chega a aproximadamente R$ 127 milhões.

Em nota divulgada nesta manhã, o sindicato dos professores repudia o que chama de “desrespeito pelos trabalhadores”. Segundo a direção sindical, o Estado do Acre se recusa a apresentar uma proposta concreta e séria para o fim da greve.

Fonte: www.ac24horas.com

Comentários