Atos pró-PT demonstram capacidade de resistência


O governo Dilma avalia que deu uma demonstração de força nesta sexta, sobretudo com a manifestação em São Paulo na qual o ex-presidente Lula discursou, tirando de cena a imagem de “jararaca” e voltando ao figurino “paz e amor”.

O Palácio do Planalto sabia que haveria menos gente do que nos protestos anti-PT do último domingo, mas considera que houve um apoio maior do que o imaginado pelo governo e pela oposição.

Os atos mostrariam que o governo ainda tem capacidade de resistência e que não vai deixar barato ser apeado do poder. Existe uma parcela significativa da sociedade civil disposta a defender Dilma, Lula e combater o impeachment. Num quadro difícil, o governo teve uma boa notícia hoje.

Já a oposição considera que os críticos do governo foram às ruas em maior número e que já haveria na Câmara uma clima favorável ao impeachment.

*

Indignação seletiva

Parece milagre sessão na Câmara numa sexta-feira. Esse milagre se deve a um acordo entre a oposição e o presidente da Câmara, Eduardo Cunha.

O PSDB e o DEM resolveram colocar em segundo plano as graves acusações contra Cunha e fecharam uma aliança com ele. Vão montar grupos de deputados a fim de ter quórum às segundas e sextas. Assim, querem tentar votar o impeachment em meados de abril.

KENNEDY ALENCAR 
BRASÍLIA
DO BLOG DO KENNEDY

Comentários