CULTURA: Brasil de Todas as Telas aceita inscrições até 15 de setembro


As inscrições para a Chamada Pública PRODAV 03/2016 do Programa Brasil de Todas as Telas – Ano 3 foram abertas nesta sexta-feira (29) e vão até o dia 15 de setembro.

O edital da Agência Nacional do Cinema (Ancine) e do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) vai investir R$ 14 milhões na estruturação de, no mínimo, 14 núcleos criativos para o desenvolvimento de carteiras de projetos.

Esta é a quarta edição da linha, que faz parte do eixo do Programa Brasil de Todas as Telas, que aposta no desenvolvimento de roteiros para cinema e televisão e novos formatos para TV.

As três edições anteriores realizaram investimentos em 69 núcleos criativos em todas as regiões do País, resultando em pelo menos 345 projetos desenvolvidos. 

Mudanças

Foram promovidas alterações no regulamento em relação às edições anteriores, como a revisão da grade de critérios para seleção das propostas, com a atribuição de um peso maior ao histórico de projetos desenvolvidos pela empresa proponente.

A avaliação da carteira de projetos passa a ser restrita a cinco projetos, a serem indicados pela proponente no caso da carteira incluir projetos adicionais.

Também foram introduzidas regras para criar limites para a atuação de um mesmo profissional como líder em mais de um núcleo criativo: caso o profissional já esteja participando de outro núcleo em andamento, somente poderá integrar uma nova proposta caso fique comprovada a viabilização da produção de ao menos dois projetos da proposta anterior.

Há mudanças também nos critérios de indução regional que garantem que ao menos 30% do valor disponibilizado pelo edital seja destinado a propostas originárias das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, e 10% a propostas de produtoras sediadas na região Sul e nos Estados de Minas Gerais e Espírito Santo.

A partir desta edição, passa a ser exigido que pelo menos 60% dos profissionais da equipe do núcleo tenham atuação local na região para que a proposta seja elegível a cumprir os critérios de regionalização. As regras exigem também que a empresa comprove estar sediada há pelo menos um ano em um estado pertencente à região na qual cumprirá a cota.

Fonte: Portal Brasil, com informações da Ancine

Comentários