EDUCAÇÃO: Adesão ao Enem para pessoas privadas de liberdade é prorrogada até quarta-feira (12)



A adesão ao Enem 2016 por pessoas privadas de liberdade e jovens sob medida socioeducativa, que inclua privação de liberdade, foi prorrogada para 23h59 (horário de Brasília) desta quarta-feira, 12.

Esse é o novo prazo para órgãos de administração prisional e socioeducativa indicarem unidades para aplicação do Enem para Pessoas Privadas de Liberdade (PPL) e firmarem o Termo de Adesão, Responsabilidades e Compromissos junto ao Instituto Nacional de Estudos e Pesquisa Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

No momento da adesão, os estabelecimentos devem indicar um responsável pedagógico, a quem caberá providenciar a inscrição dos participantes. Ele é também encarregado pelo acesso aos resultados, a divulgação das informações do exame aos inscritos e o encaminhamento dos candidatos ao Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e a outros programas de acesso à educação superior.

A inscrição, que é uma fase posterior à adesão, deve ser feita até 23h59 (horário de Brasília) de 21 de outubro.

As provas do Enem PPL serão realizadas nos dias 6 e 7 de dezembro. No primeiro dia, os participantes fazem provas de Ciências Humanas e suas Tecnologias e de Ciências da Natureza e suas Tecnologias, com duração total de 4 horas e 30 minutos. No segundo dia, as provas são de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, redação e matemática, com duração total de 5 horas e 30 minutos.

Na edição passada, participaram 45,5 mil pessoas, um aumento de 19% em relação a 2014, quando foram registradas 38,1 mil inscrições.

Fonte: Portal Brasil, com informações do Inep

Comentários