FGTS: saque de contas inativas poderá ser feito a partir de fevereiro


Com nova medida anunciada na quinta-feira (22) pelo governo, saque de contas inativas do FGTS só poderá ser feito a partir de fevereiro de 2017
Marcos Corrêa/PR/Agencia Brasil - 22.12.2016
Medida feita para recuperar a economia no próximo ano, injetará cerca de injetarão R$ 30 bilhões na economia
A fim de estimular e recuperar a economia em 2017, o governo anunciou que o saque do saldo das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) poderá ser executado a partir de fevereiro. Segundo o Ministério do Planejamento, um calendário de saque será gerado com base nas datas de nascimento dos trabalhadores.


Até dia 31 de dezembro de 2015, a medida permitiu que 10,2 milhões de trabalhadores conseguissem retirar todo o saldo de suas contas inativas, ou seja, contas que abrangem o FGTS e não são mais depositadas por motivos de demissão ou pela escolha do trabalhador de deixar o seu antigo emprego.

Até o momento atual e potencializada para injetar até R$ 30 bilhões na economia, a regra foi modificada. Antes, trabalhadores com carteira assinada só podiam sacar no máximo até R$ 1 mil de contas inativas. Se estivessem desempregados, o prazo era de pelo menos três anos ininterruptos.

Agora, o trabalhador tem a possibilidade de retirar todo o saldo, desde que tenha deixado o emprego até dia 31 de dezembro de 2015. Com isso, o governo estipulou que cerca de 86% das contas inativas do FGTS possuem um saldo menor a um salário mínimo, que atualmente é de R$ 880.


Consulta do saldo 

Assim que a medida foi anunciada, a página da Caixa Econômica Federal ficou instável, não possibilitando a consulta do saldo das contas do FGTS. É indicado que os trabalhadores que queiram consultar extratos das contas do FGTS, sejam elas ativas ou inativas, entrem na página e digitem o Número de Inscrição Social (NIS) e em seguida, cadastrem uma senha. Para aqueles que já possuem uma senha cadastrada e tenham esquecido, o recomendado é pedir uma nova senha, só precisando do número do título de eleitor.

O aplicativo FGTS Trabalhador, também permite que a consulta seja feita com segurança. Para fazer sua consulta por meio dele, é necessário o NIS e a senha do cadastro. O aplicativo é gratuito e está disponível para smartphones e tablets com sistemas Andrioid, iOS da Apple e Windows Phone.

Outro meio possível de consultar os extratos do FGTS é indo pessoalmente em uma das agências da Caixa Econômica Federal. Aqueles que possuem Cartão Cidadão também podem ir um posto de atendimento, precisando apenas da senha do cadastro.


Comentários