Campanha de vacinação contra gripe começa hoje em todo o Brasil

Mobilização vai até o dia 1º de junho; descubra se você tem direito ao imunizante disponibilizado gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS)
shutterstock/Reprodução
Idosos a partir de 60 anos devem se vacinar contra a gripe; imunizante será distribuído no SUS

Começa nesta segunda-feira (23) a 20ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza em todo o território brasileiro. A mobilização contra gripe vai até o dia 1º de junho e será oferecida gratuitamente para o grupo prioritário no Sistema Única de Saúde (SUS).


Devem ser imunizados contra gripe idosos a partir de 60 anos, crianças de 6 meses a menores de 5 anos, trabalhadores da saúde, professores das redes pública e privada, povos indígenas, gestantes, puérperas - que estejam no período de até 45 dias após o parto -, pessoas privadas de liberdade e funcionários do sistema prisional.

Pessoas com doenças crônicas e outras condições clínicas especiais também devem receber a dose. Para isso, o indivíduo deve apresentar prescrição médica na hora de receber a proteção. Pacientes cadastrados em programas de controle das doenças crônicas do SUS não precisam da prescrição e podem procurar os postos de saúde em que estão registrados para receber a vacina.

Dia D

No dia 12 de maio, batizado de “Dia D” a campanha ganha reforço e deve abrir 65 mil postos de vacinação em todo o Brasil, sendo 37 mil de rotina e 28 mil volantes, com o envolvimento de 240 mil pessoas. Também estarão disponíveis, para a mobilização, 27 mil veículos terrestres, marítimos e fluviais.


De acordo com o Ministério da Saúde, a dose protege contra os três subtipos do vírus da gripe que mais circularam no último ano no Hemisfério Sul, conforme determinação da Organização Mundial da Saúde (OMS), incluindo o H1N1 e o H3N2.

“A vacina contra gripe é segura e reduz as complicações que podem produzir casos graves da doença, internações ou, até mesmo, óbitos”, informou o ministério.
Reações adversas

Não é comum, mas após a aplicação da vacina , podem ocorrer, de forma rara, dor, vermelhidão e endurecimento no local da injeção. Mas o Ministério da Saúde ressalta que as manifestações são consideradas benignas e os efeitos costumam passar em 48 horas.

Em relação à contraindicação, o imunizante é vetado para pessoas com histórico de reação anafilática prévia em doses anteriores ou pessoas que tenham alergia grave relacionada a ovo de galinha e seus derivados. É importante procurar o médico para mais orientações.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.