Empresário afirma que recebeu 6,5 milhões de euros do PSDB em conta na Suíça


Reprodução
Valores foram pagos por empréstimo de avião. Segundo o empresário, o então presidente do PSDB disse que só poderia efetuar pagamentos em conta no exterior


O ex-deputado federal e empresário Ronaldo Cézar Coelho afirmou, em depoimento à Polícia Federal (PF), ter recebido cerca de 6,5 milhões de euros do PSDB em uma conta na Suíça. O montante equivale a cerca de R$ 27 milhões. Segundo ele, o dinheiro depositado entre 2009 e 2010 era pagamento pelo empréstimo de um avião para a campanha de José Serra à Presidência da República.

As tratativas do pagamento foram realizadas com Sergio Guerra, que faleceu em 2014, à época presidente do PSDB. A aeronave foi usada entre 2009 e 2010 para transportar dirigentes tucanos e de partidos aliados.


O depoimento, prestado em fevereiro, faz parte das investigações sobre suposto esquema nas obras do Trecho Sul do Rodoanel, no estado de São Paulo. A PF investiga, com base nas delações da empreiteira Odebrecht se recursos das obras abasteceram ilegalmente a campanha do senador José Serra ao Palácio do Planalto em 2010.

Ronaldo Cézar Coelho, que foi filiado ao PSDB até 2013, afirmou ainda que Guerra usou a aeronave em 2009 para se deslocar pelo país, em busca de alianças e para filiar líderes políticos ao PSDB, com o objetivo de fortalecer a candidatura de José Serra à Presidência no ano seguinte.

Em seu depoimento, o empresário disse desconhecer a origem do dinheiro e que pediu ao então presidente do partido para que os valores fossem pagos a uma operadora de táxi aéreo, mas Guerra recusou, afirmando que só poderia pagar diretamente no exterior.

Delatores da Odebrecht tinham citado pagamentos da ordem de R$ 23 milhões a Coelho a pedido de Sergio Guerra. O advogado do empresário afirma que os valores têm origem lícita e foram regularizados na repatriação de recursos em 2016.


Fonte: http://congressoemfoco.uol.com.br/

Comentários