Arrecadação de impostos em junho cresceu em relação ao ano passado, diz Guedes

De acordo com o ministro da Economia, a informação foi repassada pela Receita Federal; dados oficiais só saem no fim de julho
Guedes arrecadação de impostos
Alan Santos/PR
Ministro da Economia Paulo Guede

Depois de dois meses em queda, a arrecadação de impostos em junho registrou alta, segundo o ministro da Economia, Paulo Guedes . A informação foi repassada a ele pelo secretário da Receita Federal, José Barroso Tostes Neto.

LEIA TAMBÉM



"A arrecadação, em abril, houve um total colapso. Em maio, ela já subiu dois dígitos em relação a abril. Em junho, nos primeiros 15 dias, ela já subiu mais do que em maio. E ontem, me dizia o secretário da Receita Federal, que a arrecadação esse mês já está acima do mesmo mês do ano passado", disse Guedes, durante audiência pública da Comissão Mista de acompanhamento da crise do novo coronavírus (Sars-Cov-2).

Em abril, segundo os dados do Fisco , o ingresso de receitas federais registrou queda de 28,95%, para R$101,1 bilhões — o pior desempenho para o mês da série histórica.

Já em maio, a arrecadação recuou 32,92% , frente ao mesmo mês do ano passado. Os dados oficiais de junho só serão divulgados pela Receita Federal no fim de julho.

Para Guedes, os números preliminares indicam que a economia brasileira pode se recuperar mais rapidamente do que o previsto. Hoje, a projeção mais pessimista para o desempenho do Produto Interno Bruto ( PIB ) brasileiro é do Fundo Monetário Internacional ( FMI ), que espera queda de 9,1% .

"Eu não diria hoje que o PIB do Brasil vai cair 9%, 10%. Também não digo se vamos sair crescendo rápido. O que digo é que temos ainda a chance de fazer uma recuperação econômica bem mais rápida que todo mundo está prevendo", opinou Guedes.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.