Bolsonaro admite que não houve corrupção no BNDES após gastar R$ 48 mi em buscas

A "caixa preta do BNDES" foi uma das bandeiras eleitorais do presidente, que queria "desmascarar" a corrupção dos governos anteriores
Redação 1Bilhão Educação Financeira
BNDES é Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social

Durante a campanha presidencial de 2018 que elegeu Jair Bolsonaro , o presidente prometia “abrir a caixa preta do BNDES ” (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social). Tratava-se, supostamente, de um esquema de corrupção dos governos petistas que beneficiaria os demais países da América do Sul, o “ foro de São Paulo ”. 

Já no primeiro ano de mandato, o banco estatal gastou R$ 48 milhões em auditorias dos contratos de empréstimos a empresas e governos estrangeiros , mas não encontrou nenhum indício de irregularidade.

Nesta quinta-feira (17), Bolsonaro admitiu estar convencido de que não existe nenhuma  corrupção na estatal enquanto falava com apoiadores no cercadinho do Palácio do Planalto.

“Não foi caixa-preta, na verdade. Está aberto. Eu também pensava que era caixa-preta, mas está disponível, no site do BNDES, todos os empréstimos feitos para outros países”, disse.

“Alguns me criticam que eu estou concluindo obras do PT . É verdade, algumas obras são começadas pelo PT, sim. Agora, o PT não deixou obra inconclusa fora do Brasil. Vamos parabenizar o PT”, ironizou. “Foi quase meio trilhão de reais. Vocês [população] pagando”, completou o presidente. A fala foi gravadas pelo site bolsonarista Foco do Brasil.

Fonte: https://economia.ig.com.br/

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.