CIDADANIA E JUSTIÇA: Artistas se mostram contra a PEC 171/93

Imagem: http://www.brasil.gov.br
Diversos artistas estão vindo a público se posicionar contra a redução da maioridade penal. Em vídeos ou textos disponibilizados em perfis de redes sociais ou em entrevistas, personalidades comentam o que acham do projeto de lei que pretende mudar a maioridade penal de 18 para 16 anos. O cantor e compositor Chico Buarque, a cantora Fernanda Takai, a cartunista Laerte Coutinho e o roqueiro Tico Santa Cruz são alguns dos nomes que se disseram contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 171/93. 

“Acho a medida populista, racista, conservadora”, disse em vídeo o cantor pernambucano Otto. “Vai levar a gente lá pra trás enquanto o mundo avança. Nesse momento, o Brasil parece que quer dar uma marcha à ré na evolução. Espero que isso não passe”, afirmou o músico em vídeo publicado no perfil do Facebook da organização Amanhecer Contra a Redução. 

Digão, vocalista da banda Raimundos, comenta que a criminalidade entre os jovens é uma consequência da falta de oportunidades sociais. “Pode parecer fácil apoiar a redução da maioridade penal sem encarar o problema, que é muito complexo, antigo e multifacetado. Acho que diminuir a maioridade não é a solução, é tapar o sol com a peneira, por isso sou contra.” 

“Um país que não educa, não pode punir”, diz Genival Oliveira Gonçalves, o Gog, rapper do Distrito Federal. “Sou a favor da redução da maturidade, gostaria de ver crianças tendo oportunidades de arte, cultura e lazer desde o berço. Vemos mais jovens morrendo do que matando. O Estado – que tem uma quantidade volumosa de roupa suja pra lavar – tem que investir menos em presídios e mais em educação.” 

Fonte: Portal Brasil

Comentários