TARAUACÁ: ESTUDANTE VENCE 10ª EDIÇÃO DO PRÊMIO NACIONAL CONSTRUINDO IGUALDADE DE GÊNERO

Saria Soares de Souza

A estudante Saria Soares de Souza, da Escola Estadual Doutor Djalma da Cunha Batista (em Tarauacá), recebeu, em Brasília, a premiação da 10ª edição do Prêmio Construindo a Igualdade de Gênero. O concurso selecionou redações, artigos científicos e projetos pedagógicos de escolas públicas e privadas que trataram dos temas de gênero, mulheres, feminismos, relações raciais, geração, classe social e sexualidade. Este ano, foram 2.527 inscrições. 

Do Acre, Tarauacá, terra do maior abacaxi que há, Saria Soares de Souza, da Escola Estadual Doutor Djalma da Cunha Batista, escreveu sobre sua condição Mulher: “Sou mulher, sou negra, moro na Amazônia e defendo a equidade."

A Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM/PR), o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq/MCTI), o Ministério da Educação (MEC) e a ONU Mulheres divulgaram, em 12 de agosto, os nomes de ganhadores e ganhadoras da 10ª edição do Prêmio Construindo a Igualdade de Gênero.

O Prêmio Construindo A Igualdade de Gênero foi instituído em 2005, pela Secretaria de Políticas para as Mulheres, no âmbito do Programa Mulher e Ciência, que tem como objetivos estimular a produção científica e a reflexão acerca das relações de gênero, mulheres e feminismos no País; e promover a participação das mulheres no campo das ciências e carreiras acadêmicas.

Este ano o certame recebeu 2527 inscrições sendo 304 da categoria Estudante de Graduação; 404 da categoria Graduado, Especialista e Estudante de Mestrado; 213 da categoria Mestres e Estudante de Doutorado; 1495 da categoria de Estudante de Ensino Médio e 111 da categoria Escola Promotora da Igualdade de Gênero.

Para avaliar as categorias “Estudante do Ensino Médio (Etapa Nacional e Etapa Unidade da Federação)” e “Escola Promotora da Igualdade de Gênero” foi constituída uma comissão julgadora composta por: Débora Diniz (UnB); Keila Deslandes (UFOP); Tânia Welter (UFSC); Jaycelene Brasil (Instituto São José – Acre); Daniel Arruda Martins (UFMG); Maria Aparecida Bento (Centro de Estudo das Relações de Trabalho e Desigualdades) e Arianna Sala (consultora).

Para avaliar as categorias “Estudante de Graduação”, “Graduada(o), Especialista e Estudante de Mestrado” e “Mestra(e) e Estudante de Doutorado” foi constituída uma comissão julgadora composta por: Débora Diniz (UnB); Fernando Altair Pocahy (UERJ); Karla Maria Damiano Teixeira (UFV); Paula Regina Costa Ribeiro (FURG); Roseli Fischmann (UMESP) e Wilma de Nazaré Baia Coelho (UFPA).

Do Blog do Accioly

Comentários