TARAUACÁ: PROFESSORA ALERTA SOBRE DINHEIRO FALSO CIRCULANDO NA CIDADE

Nota falsificada e uma original

Informações da professora Cheila Silva, dão conta que no município, 1 nota falsa de cinquenta reais foi passada em um lanche de propriedade de sua mãe localizada na rotatória da cidade nesta quinta feira, 04 de fevereiro. O nível da falsificação é elevado e difícil de ser percebido. 

Não é a primeira vez que acontece este tipo de crime no nosso município. A polícia alerta que as pessoas devem ficar atentos e redobre a atenção, devido às festividades do carnaval que se aproxima e a consequente movimentação no comércio, o que pode ocasionar também a movimentação de cédulas falsas. Os criminosos usam a tática de repassar notas com valores altos em busca do troco.

Sete maneiras de identificar notas falsas

1 - Conheça bem a nota verdadeira (a experiência em manusear diariamente o dinheiro verdadeiro faz com que eles se tornem especialistas em identificar notas falsas).
2 - Comerciante: não tenha pressa no atendimento (a pressa do comerciante para atender um maior número de clientes faz com que não tenha o devido cuidado).
3 - Verifique se as numerações das notas não são iguais (ao receber duas notas de igual valor, verifique se as numerações são iguais. Os falsários não costumam fazer notas falsas com numeração diferente).
4 - Observe a textura da nota (as notas falsas tendem a ser lisas. As verdadeiras são ásperas e possuem um alto relevo e saliência nos itens de segurança que podem ser percebidos pelo tato).
5 - Observe a impressão da nota (nas cédulas legítimas, as tonalidades de cores são firmes. Já as notas falsas têm cores com pouca nitidez e costuma haver borramento das cores).
6 - Verifique a marca d’água colocando a nota contra a luz.
7 - No caso de dúvida, compare a nota suspeita com uma verdadeira.
Caso algum comerciante receba uma nota falsificada ele deve guardar a cédula e entregá-la à Polícia Civil. Também é importante informar as características físicas da pessoa que repassou a nota e as informações sobre a circunstância em que o repasse foi feito.
Se o saque for efetuado em caixa eletrônico, a recomendação é que o consumidor tire um extrato que comprove o saque e procure o gerente da agência para que possa haver um entendimento mútuo sobre o ressarcimento dos valores.

Comentários