TARAUACÁ: LANÇADO O PROGRAMA 'QUERO LER' QUE PRETENDE ALFABETIZAR 5.000 TARAUACAENSES ACIMA DE 15 ANOS.


Com presença de grande público na câmara municipal, lotada de professores, estudantes, lideres comunitários, gestores escolares, indígenas e outros segmentos da sociedade, foi lançado na noite desta terça feira, 8 de março, em Tarauacá, o PROGRAMA “QUERO LER”. Um programa voltado para a erradicação do analfabetismo no município. A apresentação foi conduzida pelo secretário-adjunto de Educação e coordenado, Professor Moisés Diniz, idealizador e criador do programa. A meta do governo do Estado é erradicar o analfabetismo no município e no estado em uma proporção de 4% ao ano, até 2018 e receber da Organização das Nações Unidas o Selo de “Território Livre do Analfabetismo”.


“Vamos ensinar 5.000 tarauacaenses com idade acima de quinze anos que a ler e escrever mais de vinte mil acreanos. E esse programa só dará certo se agente entrega-lo para a sociedade e é isso que estamos fazendo aqui hoje. Conclamando a população de Tarauacá a garantir o sagrado direito desses irmãos e irmãs saírem das bordas da sociedade. Esse programa não tem partido, religião, nem classe social, pois, ele é maior do que nós”, disse Moisés Diniz.

Moisés Diniz explicou, ainda, que o programa “Quero Ler” visa alfabetizar 20 mil acreanos, sendo 5.000 só em Tarauacá, garantindo a eles o direito de ler e escrever, para, posteriormente, encaminhá-los a outros programas de âmbito estadual e federal voltados para a educação e formação Educacional de Jovens e Adultos (EJA) e Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec). “Além de alfabetizá-los, o objetivo é garantir a eles uma profissão e prepará-los para o futuro”, finalizou, Moisés.


No final foi escolhida uma comissão provisória que tem como objetivo organizar o Comitê Popular do Programa em Tarauacá. 

Francisca Aragão – Nucleo Estadual de Educação;
Carlos Gomes – Secretaria Municipal de Educação;
Chagas Batista –n Prefeitura de Tarauacá;
Raimundo Accioly – Comunicação;
Rosa Dourado – Movimento Comunitário;
Eurico Paz – Sindicato da Educação;
Fernando Alves – Sindicato Rural;
Ezi Aragão – Câmara d eVereadores;
Narso kaxinawá – comunidades Indígenas;

Do Blog do Accioly

Comentários