EDUCAÇÃO: Escolas já podem conferir resultados da Prova Brasil 2015


Os resultados preliminares da Prova Brasil 2015 já estão disponíveis exclusivamente para as escolas participantes. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira (20), e, caso desejem, os gestores escolares podem entrar com recurso até o dia 5 de agosto.

A Avaliação Nacional do Rendimento Escolar (Anresc), mais conhecida como Prova Brasil, contempla testes de leitura e de matemática. A prova foi aplicada em novembro do ano passado para 4,5 milhões de estudantes da quarta série e quinto ano, bem como da oitava série e nono ano, de 50 mil escolas de todo o País.

A iniciativa, que faz parte do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb), tem como principal objetivo aferir a qualidade da educação brasileira e contribuir para a sua melhoria.

Quem já possui login e senha do sistema pode consultar os dados na plataforma do Inep. Os interessados que ainda não possuem cadastro podem fazê-lo no mesmo local. 

Casos

As escolas que se enquadram em pelo menos uma das situações a seguir não têm resultados preliminares:

1) contar com menos de 20 alunos nas etapas avaliadas (quarta série e quinto ano ou oitava série e nono ano do ensino fundamental), conforme o Censo Escolar da Educação Básica de 2015;

2) escolas que não atingiram 80% de participação do público alvo na avaliação;

3) estabelecimentos de ensino multisseriados, particulares ou com ensino exclusivo para educação profissional ou para jovens e adultos (EJA).

Saeb

Como um todo, o Saeb é composto por três avaliações externas em larga escala. Além da Prova Brasil, é realizada a Avaliação Nacional da Educação Básica (Aneb), que abrange estudantes das redes públicas e privadas do País, em áreas urbanas e rurais, matriculados na quarta série ou quinto ano, bem como na oitava série ou nono ano do ensino fundamental e no terceiro ano do ensino médio.

Também faz parte do Sistema a Avaliação Nacional da Alfabetização (ANA), que é censitária e contempla os estudantes do terceiro ano do ensino fundamental das escolas públicas.

Fonte: Portal Brasil, com informações do Inep

Comentários