UFC em Brasiléia: prefeito e procurador trocam murros no gabinete


UFAC_01
O gabinete do prefeito de Brasiléia, Jorge da Fazenda (PSD), foi transformado na manhã de hoje num ringue do UFC, na troca de murros com o Procurador-Geral do município, advogado Pedro Diego, que saiu com escoriações no pescoço e apresentou Boletim de Ocorrências na Polícia Civil, acusando o prefeito de agressões físicas. Quem teve acesso ao gabinete da briga conta que era uma cena de destruição com copos e xícaras quebrados, as cadeiras ficaram apenas com uma das pernas e garrafa de café espatifada. O motivo foi o fato do prefeito Jorge querer anular o concurso público realizado pelo ex-prefeito Everaldo Gomes, que redundou na contratação de 273 servidores. O advogado Paulo Pedrazza foi contratado pela prefeitura para entrar com um pedido de anulação. Chamado a dar um parecer, o Procurador Pedro se negou, e findou numa troca de ofensas e murros com o prefeito. Na ocasião, aos gritos, o Procurador Pedro Diego acusou o prefeito interino de ter sido um “funcionário fantasma” quando era vice-prefeito, recebendo sem aparecer na prefeitura. Na confusão foi descoberto ainda que, existem 110 funcionários irregulares. Seriam professores com mais de dois contratos. Os concursados prometem fechar a prefeitura na segunda-feira. Querem uma solução para o caso, sob pena de acamparem dentro do órgão. O Procurador Pedro Diego fez um ato público com os funcionários do concurso na frente da prefeitura e prometeu advogar de graça para os que estão na situação de demissão. O prefeito Jorge da Fazenda se trancou e não recebe ninguém e nem atende telefone. Além de ser representado pelo Procurador Pedro Diego por lesões corporais, Jorge da Fazenda terá que explicar quanto está gastando na contratação do advogado Paulo Pedrazza e se foi feita uma licitação para lhe contratar. Está sendo aconselhado a emitir uma Nota Oficial desistindo da anulação.
Fonte: http://www.ac24horas.com/

Comentários