STF arquiva de pedido de investigação contra Henrique Meirelles


Celso de Mello determinou arquivamento de pedido com base em parecer da PGR, que constatou que atual ministro da Fazenda não estava à frente do Banco Central na época do crime atribuído a ele
Marcelo Camargo/Agência Brasil
Marcelo Camargo/ABr
Meirelles presidiu o Banco Central nas duas gestões do presidente Lula e chegou à Fazenda pelas mãos de Michel Temer
O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou o arquivamento de um pedido de investigação (PET 6276) contra o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles. O decano do Supremo seguiu a recomendação do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, que não viu indícios de que o ministro tenha cometido qualquer crime.
A petição foi feita por um cidadão e encaminhada por um delegado da Polícia Federal à PGR. O autor do pedido queria responsabilizar Meirelles por sonegação financeira praticada por instituição financeira. Segundo ele, o crime ocorreu com a anuência do Banco Central, então sob presidência do atual ministro da Fazenda. Em seu parecer, Janot observa que Meirelles não estava no comando do BC na época dos fatos narrados.
Meirelles comandou o Banco Central nos dois mandatos do ex-presidente Lula, entre janeiro de 2003 e janeiro de 2011. Deixou o cargo assim que a presidente Dilma assumiu o Palácio do Planalto e decidiu substituí-lo por Alexandre Tombini, que a acompanhou até o final de sua gestão.
Para o procurador-geral, não havia elementos mínimos de autoria e materialidade de crime contra Meirelles. Celso de Mello lembrou a jurisprudência do Supremo de arquivar todo pedido nesse sentido apresentado pela PGR.
Fonte: http://congressoemfoco.uol.com.br/

Comentários

Postagens mais visitadas