Bruno Borges foi deixado perto de motel em Rio Branco na última vez que foi visto



O estudante Bruno Borges foi deixado nas proximidades de um motel em Rio Branco antes de desaparecer no dia 27 de março. Para chegar lá, tomou um táxi em um ponto a cerca de 50 metros de casa. A viagem levou cerca de quinze minutos desde o bairro do Aviário, onde o rapaz mora. Na região, segundo mostrou o Fantástico, há um lugar onde as pessoas se reúnem supostamente para realização de cultos dentro da mata fechada. Não se sabe, no entanto, se Bruno esteve nesse local.

A polícia parece ter dificuldade de obter informações das pessoas que circundavam Bruno fora da família. O delegado Fabrizio Sobreira, responsável pelo caso, falou sobre um possível “pacto de silêncio” entre os amigos.
A família de Bruno se mostra muito abalada com o sumiço do rapaz. A irmã, Gabriela, disse ter tranquilidade de que ele está bem e a qualquer momento estará retornando para casa. “Nosso coração diz que ele está bem”, disse Gabriela. “Ele vai voltar”, completa o empresário Athos Borges, pai de Bruno.

Além de refazer os últimos passos de Bruno antes de parar de dar notícias, a reportagem do Fantástico conversou com o taxista que levou o jovem ao local, a costureira que fez três capas com capús para Bruno e um amigo muito próximo do estudante –e um colega de classe, que lembrou Bruno falando em ficar conhecido e ganhar muito dinheiro com seu projeto.

O mistério sobre o paradeiro de Bruno vem inspirando muitas teorias –e gerando games, reportagens e até um sarau. A história intrigante vem mexendo com o imaginário de muita gente na internet. Por isso, o campo-grandense Guilherme Lima, de 28 anos, criou o ”Sarau Ufológico”. O evento ocorreu neste domingo, 9, na casa dele na cidade de Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul. “A intenção era só realizar uma conversa, mas acabou se transformando em sarau. Notei que muito amigos estavam inquietos com o desenrolar do caso e estamos aguardando o desfecho dessa história”, explicou Guilherme.

O fórum de notícias Reddit tem milhares de comentários sobre o caso. Há muita solidariedade mas há há críticas também.

A Polícia Civil do Acre acredita que Bruno saiu de casa voluntariamente e não deve demorar muito a voltar. O jovem levou com ele um celular, um HD e algumas peças de roupas. O celular não está sendo utilizado.

Fonte: http://www.ac24horas.com/

Comentários