Em vídeo, delegado de Polícia do Acre diz que pessoas com Síndrome de Down são ETs


O delegado Fábio Piviane, da Polícia Civil do Acre, afirmou que as pessoas com Síndrome de Down são ETs. A afirmação foi feita no interior de uma delegacia de polícia, conforme mostra um vídeo gravado por uma pessoa não identificada.

A pessoa que grava o vídeo ri enquanto o delegado faz sua “explanação” irônica sobre a Síndrome de Down.

No vídeo, o delegado diz que “a questão vem dos nossos antepassados remotos, do surgimento do homem na Terra, e que inclusive existem passagem de anjos que subiam e desciam na escada… Esses são ETs, ETs que vieram do espaço e tiveram relações com mulheres aqui na Terra, que na época eram macacas, e nasceram esses filhos dos ETs, que vem até hoje, e eles… Por que que eles tem o 27º cromossomo, o Bolsonaro explicou isso, que é porque os ETs tem os genes, os cromossomos também diferente, já que fizeram a mistura com os terráqueos aí nasceu os ETs que o pessoal chama de Síndrome de Down, mas eles são ETs”.

No final, a pessoa que está gravando o vídeo ainda agradece: “muito bom, obrigado”. O delegado responde: “de nada”.

Rapidamente, o conteúdo se espalhou pelo WhatsApp e a Secretaria de Polícia Civil se pronunciou em nota informando que encaminhou o caso à Corregedoria da instituição.

Na nota, a Secretaria classifica o conteúdo como uma “fala pessoal e preconceituosa de um delegado da instituição” e diz que “não concorda com a postura do servidor e tomará todas as providências sobre o ocorrido. A instituição esclarece ainda, que já instaurou um procedimento na Corregedoria para apurar o conteúdo do vídeo, bem como a postura do delegado e de quem gravou o material”.

Diz ainda que a “Polícia Civil não faz distinção a quem quer que seja, conforme estipula a própria Constituição Federal. Muito pelo contrário, a entidade tem o papel de investigar e elucidar crimes visando a garantia de direitos e da justiça. Além disso, preza pela imagem que vem sendo construída ao longo dos anos com importante trabalho realizado pelos profissionais de carreira da instituição, dentro dos valores da ética e moral em prol da sociedade acreana”.

No final da nota, o secretário de Polícia Civil, Carlos Flávio, se diz “indignado diante do fato ocorrido” e pede desculpas.

A reportagem de ac24horas não conseguiu falar com o delegado Fábio Piviane. Segundo o secretário de Polícia, o delegado sofreu um acidente neste domingo, sem gravidade, e vai ficar 15 dias sob licença médica.

Fonte: http://www.ac24horas.com/


Comentários

Postagens mais visitadas