Governo Temer tira R$ 100 milhões que seriam destinados para Segurança e infraestrutura rural do Acre

O Acre sofreu um corte de pouco mais de R$100 milhões oriundos de emendas parlamentares de bancada, o equivalente a 52% do que seria inicialmente destinado a dois importantes setores do Acre: infraestrutura rural e Segurança. A informação foi confirmada nesta quarta-feira, 05, aos membros da bancada acreana em Brasília.

O Deracre, que esperava receber R$ 150 milhões para os serviços de reabertura e manutenção de ramais, terá agora R$ 81 mi. Já a destinação para a Segurança pública não será mais de R$ 70 milhões, conforme anunciado há um mês, mas R$ 37 milhões.

O chefe da representação do Acre em Brasília, Armando Dantas, disse que outro dilema, além dos cortes, é a data da liberação desses recursos. “Pelo cronograma nós não temos expectativa de que esse recurso seja liberado esse ano ainda. Mesmo com todo esforço da bancada, mas não será liberado. Vamos ter que trabalhar e nos adaptar”, lamenta.

O secretário de Segurança do Acre, Emylson Farias, que participou das duas reuniões para tratar sobre o assunto, nesta quarta-feira em Brasília, uma no Ministério da Justiça e outra na Casa Civil, lamentou a queda dos repasses para o setor e disse que o Estado vai trabalhar para compensar a redução do repasse para a Segurança. “Uma área sensível. Isso significa menos viatura, menos armamento, mas nós vamos trabalhar para compensar essa perca com os recursos do Estado”, salientou.

O coordenador da bancada federal do Acre, senador Sérgio Petecão (PSD), disse que ainda trabalha para que os recursos sejam liberados ainda em 2017.

“A situação do Acre é muito grave nesse setor queremos que ao menos a Segurança seja priorizada”, disse Petecão.

Fonte: http://www.ac24horas.com

Comentários

Postagens mais visitadas