Pular para o conteúdo principal

O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE O JOGO DA BALEIA AZUL E A DEPRESSÃO JUVENIL

Nas últimas semanas um jogo mortal e criminoso vem influenciando jovens do mundo todo, é o jogo da baleia azul, um jogo viral macabro que tem causado preocupação em vários países do mundo parece, agora, ter chegado ao Brasil. 

Conhecido como "Baleia Azul" (Blue Whale, no inglês), o fenômeno desafia os adolescentes a completar diversas tarefas sinistras, como ficar doente e se automutilar, até chegar à etapa final: tirar a própria vida.

O conteúdo do Canaltech é protegido sob a licença Creative Commons (CC BY-NC-ND). Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.

Com a expansão das mídias digitais, como celulares modernos com internet, este jogo já ganhou uma grande proporção e tem despertado a curiosidade de muitos adolescentes e jovens. Estima-se que mais ou menos 130 já tenham cometido suicídio ao redor do mundo, inclusive com um caso aqui no Brasil já divulgado pela imprensa. Em alguns países da Europa já estão sendo realizadas palestras nas escolas sobre a temática.

O jogo começa quando em uma página privada do Facebook o jovem recebe instruções para cumprir 50 desafios, sendo o último, tirar a própria vida. Entre estes desafios estão: se auto mutilar, desenhar uma baleia no seu corpo, tirar self assistindo filmes de terror entre outros. O que torna este jogo criminoso e ainda mais preocupante é que o instrutor ameaça aqueles que pretendem desistir, se tornando uma verdadeira prisão para aqueles que ingressam, mas, minha intenção aqui não é dar ibope para esse jogo criminoso, mas sim falar o que realmente está por trás deste.

Em primeiro lugar, é importante fazer um alerta para pais de adolescentes. Neste período bastante conturbado o jovem está sofrendo mudanças hormonais e psicológicas e sua concepção de mundo se amplia. Passam a entender o porquê das coisas e questionar tudo com desejo de revolucionar, estes novos comportamentos surgem mantidos pela busca da identidade ideal, por exemplo: andar em grupos de iguais, se intitularem Rockeiros, Góticos, Emos, Nerds, Youtubers, etc.

Todo esse fenômeno vem movido também de muita angústia, por estarem desconstruindo seu mundo infantil, descobrindo sua sexualidade, por vezes sofrendo bullying, sem uma orientação e sem habilidades sociais que geram muita insegurança para lidar com estas novas possibilidades de existir. Podemos citar alguns exemplos: fim de relacionamentos, não ser aceito em determinado grupo da escola, não se sentir bonito (a), não ser um atleta de destaque, estar acima do peso, etc. A separação dos pais também pode levar estes jovens a sentirem culpa e dores emocionais profundas, que, caso não reveladas e cuidadas, podem desencadear um quadro de depressão que, ao se agravar, produz pensamentos suicidas deixando-os suscetíveis a este tipo de jogo. 

Pais, muitos filhos estão sofrendo sozinhos, trancados em seus quartos, isolados, sem desabafar com ninguém, muitas vezes sentem medo de serem punidos por expressarem suas opiniões, e estão cheios de dúvidas com um celular na mão em busca de respostas. Cheguem perto, desenvolva o diálogo, ofereça ajuda! Fazer terapia, ir ao psicólogo, não significa que seu filho (a) está “ficando louco”. E você que é adolescente/jovem e está lendo este artigo, caso precise de ajuda, dê um sinal, fale com alguém e de maneira alguma procure jogos como este. 

Jeysiel Marcos de Azevedo Santos
Psicólogo Clínico

Fonte: http://www.blogdobrunomuniz.com.br

Comentários

MAIS LIDAS

Hoje é Dia do Médico

Imagem: Divulgação Quem é que está conosco, na maioria das vezes desde nosso primeiro "choro"??? Cuida da preservação e restauração de nossa saúde com todo cuidado para termos melhor qualidade de vida? É isso aí: o médico! Ser médico é desenvolver a "arte de curar", por isso merecem um dia especial, que é comemorado em 18 de outubro. A data foi escolhida por ser o dia consagrado a São Lucas que, o "amado médico", segundo o apóstolo Paulo. Ele teria estudou medicina, além de ser pintor, músico e historiador. A tradição de ter São Lucas como o patrono dos médicos se iniciou por volta do século XV. Imagem: Divulgação A origem do Dia do MédicoO dia 18 de outubro foi escolhido como “dia dos médicos” por ser o dia consagrado pela Igreja a São Lucas. Como se sabe, Lucas foi um dos quatro evangelistas do Novo Testamento. Seu evangelho é o terceiro em ordem cronológica; os dois que o precederam foram escritos pelos apóstolos Mateus e Marcos.
Luca…

Dia Internacional da Mulher

História 8 DE MARÇO É DA MULHER

As mulheres do Século XVIII eram submetidas à um sistema desumano de trabalho, com jornadas de 12 horas diárias, espancamentos e ameaças sexuais

O Dia Internacional da Mulher, 8 de março, está intimamente ligado aos movimentos feministas que buscavam mais dignidade para as mulheres e sociedades mais justas e igualitárias. É a partir da Revolução Industrial, em 1789, que estas reivindicações tomam maior vulto com a exigência de melhores condições de trabalho, acesso à cultura e igualdade entre os sexos. As operárias desta época eram submetidas à um sistema desumano de trabalho, com jornadas de 12 horas diárias, espancamentos e ameaças sexuais.

Dentro deste contexto, 129 tecelãs da fábrica de tecidos Cotton, de Nova Iorque, decidiram paralisar seus trabalhos, reivindicando o direito à jornada de 10 horas. Era 8 de março de 1857, data da prim…

Criança chega ao hospital de Sena com a cabeça cheia de tapurus

Os bichos só foram descobertos quando o médico que atendeu o menino mandou que lhe raspassem a cabeça. Da Redação da Agência ContilNet A cabeça da criança estava cheia de 'tapurus'/Foto: Marcio Farias
Uma criança de sete anos de idade foi internada no hospital João Câncio Fernandes, em Sena Madureira, com dois grandes buracos na cabeça onde estavam ‘hospedados’ bichos, tipos tapurus, mais conhecidos como ‘ôras’, um parasita bastante comum na zona rural. Além dos bichos alojados nos dois orifícios, outra parte do couro cabeludo também estava tomada por parasitas. O menino, que mora na estrada de Manoel Urbano está sendo acompanhado pelo Conselho Tutelar do município. Os pais disseram que há vários meses o filho reclamava de coceira na cabeça, mas não sabiam que se tratava de uma doença tão grave. Os bichos só foram descobertos quando o médico que atendeu o menino mandou que lhe raspassem a cabeça. Para a surpresa de todos no hospital, surgiram dois grandes buracos onde os…