Pular para o conteúdo principal

RIO BRANCO: Ato contra reformas do governo Temer no Acre reúne milhares e tem interdição de ruas do Centro da Cidade e do Terminal Urbano


O ato contra as reformas trabalhista e previdenciária do governo Michel Temer reuniu milhares de pessoas na frente do Palácio Rio Branco, em caminhada pelas vias centrais da capital e no Terminal Urbano, nesta sexta-feira, 28. A Nova Central Sindical dos Trabalhadores do Acre, uma das entidades organizadoras da manifestação, informou que o protesto, em seu auge, por volta das 10h da manhã, chegou a contar com oito mil pessoas. A Polícia Militar não informou quantas pessoas compararam ao ato.

“Estamos felizes com o resultado da manifestação. É uma demonstração de que o povo, as centrais, os sindicatos não concordam com os atos criminosos do governo Temer que quer subtrair direitos da classe trabalhadora por meio de suas reformas. Vamos continuar na resistência”, disse o presidente da Nova Central Sindical, Franklin Albuquerque.

Os manifestantes discursaram em carros de som, ergueram cartazes e faixas contra as reformas, cantaram os hinos nacional e acreano e gritaram “fora Temer” repetidas vezes durante o protesto.

“Vamos continuar o dia todo protestando a favor da classe trabalhadora. Não aceitamos essas reformas e vamos continuar nas ruas”, afirmou a presidente da Central Única dos Trabalhadores do Acre (CUT), Rosana Nascimento.
Trânsito ficou parado no Centro de Rio Branco
A manifestação começou por volta das 9h da manhã na frente do Palácio Rio Branco, sede simbólica do governo do Acre, no Centro da capital acreana. Por mais de uma hora, ativistas políticos e sindicais ligados a esquerda proferiram discursos contra o governo do peemedebista​ Michel Temer.

Após o ato na frente do Palácio, os manifestantes marcharam pela avenida Brasil até o Terminal Urbano com gritos de “fora Temer”.

Na frente do Terminal Urbano as centrais sindicais (CUT, Nova Central Sindical, Força Sindical e CTB) se juntaram para protestar. O Terminal ficou interditado e os ônibus parados nas avenidas Ceará e Brasil. O trânsito de veículos em toda região central da capital praticamente parou devido ao protesto. O RBTrans já havia admitido, em nota, atraso no transporte público por causa dos protestos.

Políticos e secretários de Estado presentes

O ato contou com as presenças de assessores e secretários dos governos petistas do Acre e da prefeitura de Rio Branco. Entre os presentes do primeiro escalão de Sebastião Viana estavam José Carlos dos Reis, secretário de Agricultura, Concita Maia (da Mulher), Andréa Zílio (Comunicação), além de Pelezinho Lopes, adjunto de Esportes. André Kamai, chefe da Casa Civil de Marcus Viana também compareceu ao ato.
Os deputados federais petistas Raimundo Angelim, Léo de Brito e o líder do governo na Assembleia Legislativa do Acre, Daniel Zen, estavam na manifestação na frente do Palácio Rio Branco. 

Fonte: http://www.ac24horas.com

Comentários

MAIS LIDAS

Hoje é Dia do Médico

Imagem: Divulgação Quem é que está conosco, na maioria das vezes desde nosso primeiro "choro"??? Cuida da preservação e restauração de nossa saúde com todo cuidado para termos melhor qualidade de vida? É isso aí: o médico! Ser médico é desenvolver a "arte de curar", por isso merecem um dia especial, que é comemorado em 18 de outubro. A data foi escolhida por ser o dia consagrado a São Lucas que, o "amado médico", segundo o apóstolo Paulo. Ele teria estudou medicina, além de ser pintor, músico e historiador. A tradição de ter São Lucas como o patrono dos médicos se iniciou por volta do século XV. Imagem: Divulgação A origem do Dia do MédicoO dia 18 de outubro foi escolhido como “dia dos médicos” por ser o dia consagrado pela Igreja a São Lucas. Como se sabe, Lucas foi um dos quatro evangelistas do Novo Testamento. Seu evangelho é o terceiro em ordem cronológica; os dois que o precederam foram escritos pelos apóstolos Mateus e Marcos.
Luca…

Dia Internacional da Mulher

História 8 DE MARÇO É DA MULHER

As mulheres do Século XVIII eram submetidas à um sistema desumano de trabalho, com jornadas de 12 horas diárias, espancamentos e ameaças sexuais

O Dia Internacional da Mulher, 8 de março, está intimamente ligado aos movimentos feministas que buscavam mais dignidade para as mulheres e sociedades mais justas e igualitárias. É a partir da Revolução Industrial, em 1789, que estas reivindicações tomam maior vulto com a exigência de melhores condições de trabalho, acesso à cultura e igualdade entre os sexos. As operárias desta época eram submetidas à um sistema desumano de trabalho, com jornadas de 12 horas diárias, espancamentos e ameaças sexuais.

Dentro deste contexto, 129 tecelãs da fábrica de tecidos Cotton, de Nova Iorque, decidiram paralisar seus trabalhos, reivindicando o direito à jornada de 10 horas. Era 8 de março de 1857, data da prim…

Criança chega ao hospital de Sena com a cabeça cheia de tapurus

Os bichos só foram descobertos quando o médico que atendeu o menino mandou que lhe raspassem a cabeça. Da Redação da Agência ContilNet A cabeça da criança estava cheia de 'tapurus'/Foto: Marcio Farias
Uma criança de sete anos de idade foi internada no hospital João Câncio Fernandes, em Sena Madureira, com dois grandes buracos na cabeça onde estavam ‘hospedados’ bichos, tipos tapurus, mais conhecidos como ‘ôras’, um parasita bastante comum na zona rural. Além dos bichos alojados nos dois orifícios, outra parte do couro cabeludo também estava tomada por parasitas. O menino, que mora na estrada de Manoel Urbano está sendo acompanhado pelo Conselho Tutelar do município. Os pais disseram que há vários meses o filho reclamava de coceira na cabeça, mas não sabiam que se tratava de uma doença tão grave. Os bichos só foram descobertos quando o médico que atendeu o menino mandou que lhe raspassem a cabeça. Para a surpresa de todos no hospital, surgiram dois grandes buracos onde os…