Pular para o conteúdo principal

Futuro incerto


Leonel Rocha


“Decepcionou-se quem esperava que após o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff e a posse de Temer o país poderia encontrar um caminho com um mínimo de organização”
O país acorda nesta quinta-feira (18) sem saber qual será o seu futuro. Nenhuma avaliação do atual cenário político pode prever qualquer caminho a que a política pode levar os brasileiros depois que os empresários Joesley e Wesley Batista, donos do grupo JBS, gravaram o presidente Michel Temer orientando o pagamento de propina ao ex-deputado Eduardo Cunha, que está preso pela Operação Lava Jato, para evitar uma delação do ex-parlamentar e aliado do presidente até ir em cana a pedido do juiz Sérgio Moro.
O Congresso Nacional tem uma pauta tão extensa quanto polêmica de reformas como a da Previdência, a trabalhista, a que define um novo modelo eleitoral e a tributária. Todas em andamento acelerado a pedido do Palácio do Planalto e do próprio Temer. Temas tão fundamentais para a sociedade brasileira estão sendo debatidos e votados em um clima de desconfiança generalizado, com mais de 100 parlamentares investigados, processados e até réus no Supremo Tribunal Federal tratando do futuro das empresas, de produtores rurais de todos os tamanhos e de cada cidadão.
Quem esperava que, após o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff e a posse de Temer, o país poderia encontrar um caminho com um mínimo de organização, decepcionou-se. A notícia divulgada pelo jornalista Lauro Jardim com as gravações de Temer e o pedido de propina de R$ 2 milhões feito pelo presidente do PSDB, senador Aécio Neves (MG) – este também gravado pelos dois irmãos empresários, – revolta e, ao mesmo tempo, pode empurrar o país para uma depressão política, já que a constatação da sociedade é a de que está tudo contaminado pela corrupção, com raras exceções.
Paulo Pinto/AGPT
Acabou, Temer? Manifestantes que foram à Avenida Paulista nesta quarta-feira (17) acham que sim, mas colunista pergunta: “Como chegaremos a 2018?”
Como chegaremos às eleições gerais marcadas para 2018? Esta pergunta eu tenho feito a quase todos os parlamentares nos últimos meses. As respostas sempre foram parecidas, mas todas apontavam para a dependência da situação econômica, das investigações e do julgamento da Lava Jato, tanto na primeira instância quanto no STF. Quase todos davam como certa a ginástica jurídica prevista do Tribunal Superior Eleitoral para condenar Dilma Rousseff e absolver Temer de crime eleitoral, para que não houvesse mais turbulências políticas que inviabilizassem o funcionamento do país.
Até pré-candidatos à Presidência da República já faziam campanhas e institutos realizavam pesquisas. Mas nenhuma resposta sobre as próximas eleições imaginava que ainda havia fundo na crise política. A mesma pergunta feita hoje, após esse novo escândalo, fica sem resposta.

Fonte: http://congressoemfoco.uol.com.br

Comentários

MAIS LIDAS

Hoje é Dia do Médico

Imagem: Divulgação Quem é que está conosco, na maioria das vezes desde nosso primeiro "choro"??? Cuida da preservação e restauração de nossa saúde com todo cuidado para termos melhor qualidade de vida? É isso aí: o médico! Ser médico é desenvolver a "arte de curar", por isso merecem um dia especial, que é comemorado em 18 de outubro. A data foi escolhida por ser o dia consagrado a São Lucas que, o "amado médico", segundo o apóstolo Paulo. Ele teria estudou medicina, além de ser pintor, músico e historiador. A tradição de ter São Lucas como o patrono dos médicos se iniciou por volta do século XV. Imagem: Divulgação A origem do Dia do MédicoO dia 18 de outubro foi escolhido como “dia dos médicos” por ser o dia consagrado pela Igreja a São Lucas. Como se sabe, Lucas foi um dos quatro evangelistas do Novo Testamento. Seu evangelho é o terceiro em ordem cronológica; os dois que o precederam foram escritos pelos apóstolos Mateus e Marcos.
Luca…

Dia Internacional da Mulher

História 8 DE MARÇO É DA MULHER

As mulheres do Século XVIII eram submetidas à um sistema desumano de trabalho, com jornadas de 12 horas diárias, espancamentos e ameaças sexuais

O Dia Internacional da Mulher, 8 de março, está intimamente ligado aos movimentos feministas que buscavam mais dignidade para as mulheres e sociedades mais justas e igualitárias. É a partir da Revolução Industrial, em 1789, que estas reivindicações tomam maior vulto com a exigência de melhores condições de trabalho, acesso à cultura e igualdade entre os sexos. As operárias desta época eram submetidas à um sistema desumano de trabalho, com jornadas de 12 horas diárias, espancamentos e ameaças sexuais.

Dentro deste contexto, 129 tecelãs da fábrica de tecidos Cotton, de Nova Iorque, decidiram paralisar seus trabalhos, reivindicando o direito à jornada de 10 horas. Era 8 de março de 1857, data da prim…

Criança chega ao hospital de Sena com a cabeça cheia de tapurus

Os bichos só foram descobertos quando o médico que atendeu o menino mandou que lhe raspassem a cabeça. Da Redação da Agência ContilNet A cabeça da criança estava cheia de 'tapurus'/Foto: Marcio Farias
Uma criança de sete anos de idade foi internada no hospital João Câncio Fernandes, em Sena Madureira, com dois grandes buracos na cabeça onde estavam ‘hospedados’ bichos, tipos tapurus, mais conhecidos como ‘ôras’, um parasita bastante comum na zona rural. Além dos bichos alojados nos dois orifícios, outra parte do couro cabeludo também estava tomada por parasitas. O menino, que mora na estrada de Manoel Urbano está sendo acompanhado pelo Conselho Tutelar do município. Os pais disseram que há vários meses o filho reclamava de coceira na cabeça, mas não sabiam que se tratava de uma doença tão grave. Os bichos só foram descobertos quando o médico que atendeu o menino mandou que lhe raspassem a cabeça. Para a surpresa de todos no hospital, surgiram dois grandes buracos onde os…