Secretária de Educação manda professores irem trabalhar de jegue


Reprodução
Secretária e primeira-dama, Sônia diz que sua declaração foi um "desabafo infeliz" e acusa professores de usarem de maneira indevida o transporte escolar

A primeira-dama e secretária de Educação, Cultura e Esporte do município de Seropédica, na Baixada Fluminense, sugeriu a professores da rede municipal que aluguem ou comprem um jegue para ir trabalhar. Em reunião com diretores da rede pública, no último dia 18, Sônia Oliveira de Souza afirmou que só terão assento nos ônibus contratados pela prefeitura os professores que auxiliarem as crianças durante o trajeto.

“Aquele que não quiser ajudar, não tem problema. Não é obrigado, mas eu também não sou obrigada a dar carona pra ele. Ele vai a pé! Ou então, ele aluga um jegue. Tem um monte de jegue baratinho. Com R$ 200 você compra um jegue”, disse Sônia, conforme áudio publicado pelo site do Jornal Perfil, da região.

A secretária declarou ainda que não é problema dela se o professor mora longe da escola porque ele sabia disso ao escolher a unidade onde trabalharia. A prefeitura cancelou o benefício de difícil acesso, que era de 10% sobre o salário, e o substituiu pelo pagamento de um adicional, de R$ 80 e R$ 160, conforme a jornada do educador.

Em nota publicada no jornal O Globo, Sônia classificou como “um desabafo infeliz” sua declaração e pediu desculpa a quem se sentiu constrangido. Segundo ela, alguns professores estavam ocupando espaço destinado aos alunos de maneira indevida.

“Foi um desabafo infeliz. Peço desculpas aos que se sentiram constrangidos. Minha reação foi consequência das reclamações de pais e mães de alunos que procuraram a prefeitura para se queixar de que alguns professores estavam ocupando indevidamente o espaço dos alunos nos ônibus escolares. Os professores de Seropédica recebem R$ 160,00 mensalmente como ajuda de custo de transporte. Estavam economizando dinheiro com a utilização indevida do transporte exclusivo para os alunos. Não esperava que a minha reação numa reunião com diretoras fosse ter essa repercussão toda. Foi quase uma brincadeira. Não tive a intenção de magoar ninguém.”

A secretária de Educação é casada com o prefeito do município, Anabal Barbosa (PDT). Localizada a 50 km do Rio, Seropédica tem cerca de 86 mil habitantes. Criada em 1995, a cidade é uma das mais novas do estado.


Fonte: http://congressoemfoco.uol.com.br

Comentários