COPA AMÉRICA: Contra algoz de 2011, Brasil tenta esquecer Neymar rumo à semi-final

Ausência do atacante ainda assombra a seleção brasileira, que encara o Paraguai neste sábado, em Concepción (CHI)

Jogadores da seleção brasileira comemoram o gol de Roberto Firmino contra a Venezuela
Silvia Izquierdo/AP
Jogadores da seleção brasileira comemoram o gol de Roberto Firmino contra a Venezuela
Neymar nem está mais concentrado com aseleção brasileira e já curte as férias, mas foi figura onipresente na semana de preparação para as semifinais da Copa América. Apesar da vitória sobre a Venezuela ter ocorrido sem o atacante, suspenso por quatro jogos pela expulsão contra a Colômbia, ainda há dúvidas sobre quem deveria chamar a responsabilidade, ou teria a capacidade para tal, na reta final da competição. Carente de uma referência em campo, a equipe de Dunga tenta se livrar do estigma pela ausência de seu camisa 10 neste sábado, diante do Paraguai, às 18h30 (de Brasília), em Concepción (CHI).
O foco promete ser maior em Roberto Firmino. O meia-atacante, que deixou sua marca contra os venezuelanos, virou notícia esta semana por concretizar sua transferência para o Liverpool por 41 milhões de euros (cerca de R$ 141 milhões). Ao lado do experiente Robinho e de Philippe Coutinho, com quem vai atuar pelo clube inglês, Firmino tem a chance de mostrar mais brilho próprio para levar o Brasil à semifinal, enfrentando a Argentina, que passou pela Colômbia nas penalidades.
Outro jogador importante no esquema de Dunga, o meia Willian foi um dos que se esquivaram esta semana da responsabilidade de substituit Neymar, preferindo exaltar o elenco e o trabalho coletivo que Dunga costuma priorizar. Ele ressaltou as qualidades do adversário, que usa a marcação forte para jogar em contra-ataque.
"O Paraguai é um adversário chato e competitivo, que briga o tempo todo. Sabemos muito bem o que é isso. Houve a eliminação contra eles na última Copa América, mas acredito que será diferente desta vez. Basta o Brasil jogar do seu jeito, com alegria."
Como lembrou Willian, o Paraguai foi o algoz do Brasil na última Copa América, em 2011, na Argentina. Também nas quartas de final, vitória nos pênaltis, após placar zerado no tempo normal. Os paraguaios chegaram à final, mas acabaram superados pelo Uruguai.
O adversário deste sábado não contará com Néstor Ortigoza, lesionado, mas terá em campo o atacante Lucas Barrios, recém-contratado pelo Palmeiras e que já marcou dois gols nesta Copa América.
FICHA TÉCNICA
BRASIL X PARAGUAI

Local: Estádio Collao, em Concepción (Chile)
Data: 27 de junho de 2015, sábado
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Andres Cunha (URU)
Assistentes: Mauricio Espinosa (URU) e Carlos Pastorino (URU)

BRASIL: Jefferson; Daniel Alves, Thiago Silva, Miranda e Filipe Luís; Fernandinho, Elias, Willian, Philippe Coutinho e Robinho; Roberto Firmino
Técnico: Dunga

PARAGUAI: Justo Villar; Bruno Valdez, Paulo da Silva, Pablo Aguilar e Iván Piris; Derlis González, Eduardo Aranda, Víctor Cáceres e Édgar Benítez; Roque Santa Cruz e Nelson Haedo Valdez
Técnico: Ramón Díaz

Fonte: http://esporte.ig.com.br/

Comentários