TARAUACÁ: DIREÇÃO DO SINTEAC E COMANDO DE GREVE REALIZAM ATO PÚBLICO NA NOITE DE HOJE E PEDEM AJUDA DA COMUNIDADE


A Direção do Sinteac em Tarauacá, após exatos 30 dias em que os servidores estaduais aderiram a greve, reuniu ontem o comando de greve para avaliar os efeitos da ofensiva do governo no município através do núcleo de educação, que segundo os dirigentes da entidade está usando das mais diferentes formas de pressão aos servidores, para que voltem ao trabalho mesmo sem o governo atender as reivindicações da categoria. 

O presidente do Sinteac Professor Eurico paz, já tá acionando a assessoria jurídica da entidade para tomar as devidas providências e denunciar na justiça as ameaças e o assédio moral contra professores e servidores de apoio em greve. Na próxima semana a entidade deve protocolar a denuncia no ministério público pedindo investigação sobre atos de representantes do governo no município. 

"A greve aqui em Tarauacá atinge 100% das escolas da rede estadual e vamos permanecer até que o governo apresenta uma proposta melhor para nossa categoria. Alguns professores de contratos provisórios e outros de contratação direta estão indo para as escolas por causa da pressão do núcleo de ensino sob a ameaça de perderem seus empregos. Há casos de escolas que haviam 4 professores para ministrarem aulas para 7 alunos, um exemplo de que até a classe estudantil nos apoia", disse o presidente Eurico Paz. 

Comando de greve reunido
Os servidores, em greve, decidiram realizar um Ato Público na noite desta sexta feira (24) na Praça Tarauacá, com participação de várias entidades, personalidades, pais estudantes e parlamentares, para pedir o apoio dos pais, dos estudantes e da sociedade para a luta dos trabalhadores em educação. 

Uma carta foi escrita explicando os motivos da greve para a sociedade tomar conhecimento da verdade. 

Leia Abaixo

Aos Pais, Alunos e população em Geral de Tarauacá, a Educação pede SOCORRO!

Somente unidos podemos vencer a luta e forçar o governo a respeitar e valorizar a educação. O Sindicato juntamente com o Comando de Greve tem se debruçado sobre os dados referentes à educação e discordamos com os dados do governo. Houve um aumento dos repasses do FUNDEB e percebemos que existem recursos da educação sendo destinados a outras áreas. Desse modo, estamos solicitando que sejam apuradas essas possíveis IRREGULARIDADES. Ainda é importante lembrar que o Conselho do FUNDEB, que deveria analisar e aprovar as contas, existe apenas no papel, pois de fato a sociedade civil nele representada junto com os sindicatos não tem conseguido informações solicitadas e ainda não convocou as devidas reuniões. Como um governo que se diz democrático e dos trabalhadores, não dialoga com a categoria? Não apresenta solução? Já estão fazendo previsão orçamentaria de 2016. Como não tem condições de nos atender para 2016. Queremos apenas que o Governo cumpra as leis!

Mantemos nosso compromisso e responsabilidade com a EDUCAÇAO E TODA A POPULAÇÃO, reporemos todas as aulas do período de greve. Mas do que você, queremos que essa situação seja, o mais brevemente resolvida, com uma negociação satisfatória para a categoria e toda a população. O governo está prolongando a greve, buscando fragmentá-la e deslegitimá-la, tentando colocar VOCÊ contra a categoria. Usando os meios que dispões, PERSEGUINDO OS TRABALHADORES NA LUTA! Não vamos permitir que pais e mães de família, cidadãos de bem no exercício de sua CIDADANIA sejam vitimas de um governo que se mostra INTRANSIGENTE E AUTORITÁRIO COM OS EDUCADORES!

Queremos seu apoio, pois hoje somos nós, amanhã quem será? E se tem alguma dúvida ainda sobre a legitimidade da luta, sobre o tamanho da greve, venha conferir pessoalmente. Não podemos ficar indiferentes, precisamos lembrar que o Governo é que tem que servir a população de todo coração. Vamos mostrar que somos um POVO PARCEIRO! 

VENHA PRA LUTA, QUE É MINHA, É SUA, É NOSSA. EDUCAÇÃO É DIREITO E DEVER DE TODOS. 

POR RESPEITO À EDUCAÇÃO. 

POR RESPEITO AO TRABALHADOR!

A GREVE CONTINUA POR TEMPO INDETERMINADO!
NÃO ADIANTE SERMOS MILHARES SE SOMOS UM!

Comentários