Coluna Política na Toca do Coêlho, 11-09-2015



“Sei que acusados na Lava-Jato foram pegos de surpresa pelo nível de sofisticação dos métodos empregados nas investigações”. Joaquim Falcão- Diretor da Faculdade de Direito da Fundação Getúlio Vargas.

“A crise atual tem origem essencialmente em erros de gestão econômica. Além disso, os escândalos de corrupção, o distanciamento entre os partidos e a sociedade e a excessiva polarização da campanha presidencial diminuíram o espaço de diálogo entre os partidos políticos”. Mailson da Nóbrega- Economista.

Ato pró-Impeachment da presidente Dilma
Deputados, senadores e lideranças da Oposição, principalmente do PSDB, DEM, PPS e dissidentes da base do governo, lançaram ontem, dia 10/09, no Salão Verde da Câmara dos Deputados, o Movimento Parlamentar pelo Impeachment da Presidente Dilma. Acusaram o governo de assaltar e de enganar a população brasileira.

Um Brasil à deriva e sem controle
A presidente Dilma tem demonstrado que não era aquilo que se vendeu para a sociedade brasileira, como competente e firme em suas ações. Além de ter perdido popularidade, perdeu o controle da inflação, com os gastos da máquina pública, e a competitividade comercial internacional. Busca agora, se livrar do processo de impeachment, distribuindo cargos federais e liberando recursos das Emendas Parlamentares.

Se já estava ruim, agora ficou pior
O Brasil acaba de receber o cartão vermelho e perder o grau de investimentos internacional. Perde confiança e credibilidade econômica, ou seja, entrou no SERASA e SPC Internacional, perdendo o “Selo de Bom Pagador”.

Saldo Negativo
Na Câmara dos Deputados, com sete meses de funcionamento, o trabalho dos 513 deputados federais, teve um rendimento pequeno, dos 8.334 projetos apresentados em 2015, apenas, 83 foram aprovados.

O Futuro do governador Tião Viana
Segundo os amigos mais próximos do governador, ele tem comentado que terminará o seu governo, não sendo candidato a nada nas eleições de 2018. Após o encerramento do mandato, passará dois anos nos Estados Unidos, fazendo um Doutorado.

A convite do Governador
Em entrevista na televisão, o Dr. Rey, afirmou que foi convidado pelo governador Tião Viana, para mudar o seu domicílio eleitoral e sair candidato ao Senado Federal, fazendo companhia ao senador Jorge Viana, que sairá a reeleição, nas eleições de 2018.

Gladson Cameli e Eliane Sinhasique
Leio diariamente nas colunas dos jornais do Acre, notas desqualificando, insultando e de certo modo, até agressões, contra o senador Gladson Cameli-PP e dep. Eliane Sinhasique- PMDB. Por coincidência, prováveis candidatos a Prefeitura de Rio Branco, em 2016 e ao governo, em 2018. Estão esquecendo, que poderão torná-los vítimas e lá na frente, poderá ser tarde para reverter a situação.

Eleições 2018
Como o acreano respira política 24h, ainda não cruzamos o processo eleitoral de 2016, já se discutem nomes com possibilidades de disputar o Senado Federal em 2018, vejamos:
Oposição: Sérgio Petecão, Vagner Sales, João Correia, Antonia Lúcia, Dep. Rocha e Marcio Bittar.
Frente Popular do Acre: Jorge Viana, Ney Amorim, Dr. Rey e Dep. Siba.

Passagens para Israel
Segundo os bastidores políticos, no Salão Azul da Assembleia Legislativa, em breve vão alardear, quem pagou a maior parte das passagens e diárias da comitiva acreana que foi em busca de ampliar as relações comerciais do Acre, no exterior. Segundo a conversa, tem Poder de pires na mão e outro, com tanta sobra que socorre demandas de forma preocupante. Vamos aguardar!

Oposição no Acre
A Oposição no Acre, nos últimos dias, na corrida pelas definições de candidatos a prefeitos e a vereadores, para as eleições de 2016, rachou de vez. Além da falta de um projeto político coletivo, ouvindo a sociedade civil organizada, as divergências espantam qualquer possibilidade de retomar o poder, mesmo diante da fragilidade e do desgaste político do PT, em nível nacional, que trará reflexo nos municípios acreanos.

Oposição I
Segundo o deputado Rocha-PSDB, a verdadeira Oposição no Acre, é formada pelos partidos, PSDB, DEM e PPS, que são oposição ao PT, em Brasília e no Acre.

Oposição II
E que a Oposição II, é formada pelos partidos, PMDB, PP e PSD, que são aliados do PT em Brasília, e chegaram a nomear importantes cargos federais na Amazônia e especificamente no Acre, fazendo oposição apenas nas terras de Galvez.

Tarauacá & Feijó
Foi realizada no dia de ontem, a II Conferência Intermunicipal de Políticas Públicas para as Mulheres, de Tarauacá e Feijó, da Regional Administrativa, Tarauacá/Envira, no auditório do CEDUP, no município de Feijó. Tarauacá participou com uma importante caravana, com representantes da REMUT, UTM e Câmara Municipal.

Jordão se mobiliza para as definições de 2016
As forças políticas do município do Jordão estão dando como quase certo, que a FPA, apresentará a Chapa: Prefeito Elson Farias-PCdoB e vice- Bóba Melo. Já a Oposição, poderá apresentar a candidatura do Turiano Filho-PSDB e o PMDB, definirá, através de convenção partidária, entre os três candidatos, Esperidião Júnior, Zeina Melo e o vereador Guedes Oliveira, que já demonstraram interesse na disputa pela Prefeitura Municipal.

Força Jovem nas Eleições de 2016, em Tarauacá
A juventude dos partidos em Tarauacá, já se articula para lançar seus candidatos, pensando na renovação na Câmara Municipal. Vejamos: Gilberto Furtado, Dico do PDT, prof. Cleiber Rocha e Juninho Moura, são alguns nomes que já despontam no cenário político tarauacaense.

Comentários