EDUCAÇÃO: Concurso vai premiar as melhores receitas da alimentação escolar


Com o objetivo de premiar as receitas mais caprichadas e saborosas de cada região brasileira, o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) lançou o concurso Melhores Receitas da Alimentação Escolar. Os cinco vencedores da etapa nacional ganharão uma viagem internacional e um prêmio de R$ 5 mil. As inscrições estão abertas até 25 de outubro.

Podem participar as instituições de ensino que cumpram os critérios do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae). O programa está comemorando 60 anos da alimentação escolar no Brasil. Considerado referência internacional para países interessados em criar ou aprimorar políticas na área, o Pnae beneficia atualmente mais de 42 milhões de estudantes brasileiros da educação infantil, ensinos fundamental e médio e educação de jovens e adultos.

A atenção com a merenda escolar pode mudar a realidade de alunos e professores e influenciar os hábitos alimentares também em casa. É o que desde cedo aprendem as crianças da Escola Municipal de Ensino Fundamental Carlos Oswin Franke, em Portão (RS), onde os alunos plantam e colhem produtos da merenda e são incentivados a levar na lancheira apenas o que faz bem para a saúde.

O projeto Lanche Saudável – Franke Delícia existe desde 2013. “A mudança é impressionante. Antigamente, era comum ver alunos trazendo salgadinhos e refrigerantes. Hoje é difícil encontrar isso nas lancheiras. Eles realmente levaram o projeto para dentro de casa”, conta a diretora da escola, Rosani da Costa Conti.

A ação ganhou força após o incentivo dado pela estratégia Merendeiro Educador, lançada pela Secretaria Municipal de Educação, com o objetivo de inserir efetivamente os cozinheiros nas práticas de educação alimentar das escolas. As merendeiras reúnem-se mensalmente para pensar em atividades, que vão desde eventos para os pais a premiação para turmas que cumprirem a meta de só levar lanches saudáveis para a escola.

“O que fazemos é despertar o potencial de educador do merendeiro, que é aquele profissional que está mais diretamente ligado aos alunos, e essa valorização reflete na qualidade do que é oferecido na alimentação escolar”, explica a coordenadora.

Além do projeto Educando com a Horta Escolar e Gastronomia, há outros em andamento, como o Cozinha Nota 10 e Agentes Multiplicadores de Ações em Saúde (AMAS), iniciativas que já renderam ao município o Prêmio Gestor Eficiente da Merenda Escolar, na categoria Valorização Profissional de Merendeiras.

Fonte: Portal Brasil, com informações do Ministério da Educação

Comentários