Tudo azul pelo Diabetes - 14 de novembro, Dia Mundial do Diabetes

O Dia Mundial do Diabetes, comemorado em 14 de novembro, foi instituído pela IDF (International Diabetes Federation) em 1991 como um meio de aumentar a atenção e a prevenção para o Diabetes. A data é comemorada em 181 países. Esta campanha mundial é representada por um símbolo, um círculo azul. O círculo simboliza a união e sua cor azul é a mesma da bandeira das Nações Unidas, a única entidade que conseguiu sensibilizar os governos de vários países sobre a importância de reverter a epidemia global de Diabetes.

Esta data é uma oportunidade de chamar atenção do público e de autoridades de saúde para os problemas desta grave doença em crescimento em todo o mundo. A previsão de 440 milhões de pessoas com Diabetes para o ano de 2025 exige a necessidade urgente de melhorar a conscientização sobre o problema e isto é possível através da educação. A educação é essencial na prevenção das complicações do Diabetes e ponto central da Campanha do Dia Mundial do Diabetes.

Sem a educação em diabetes, os pacientes estão menos preparados para tomar decisões baseadas em informação, fazer mudanças de comportamento, lidar com os aspectos psicossociais e, por fim, não estar equipado o suficiente para fazer um bom tratamento. O mau controle resulta em prejuízo para a saúde e em uma grande probabilidade de desenvolver complicações.

O diabetes exige alguns cuidados que são para o resto da vida, tanto para o paciente, quanto para a família. Ambos precisam tomar uma série de decisões relacionadas ao tratamento como medir a glicemia diariamente, tomar medicamentos, exercitar-se regularmente e ajustar os hábitos alimentares. O suporte psicológico, muitas vezes se faz necessário. Como as consequências do tratamento são baseadas nas decisões tomadas, é de extrema importância que as pessoas com diabetes recebam educação de qualidade, ajustada às suas necessidades e limitações e fornecidas por profissionais de saúde qualificados. É uma doença que, quando mal controlada, pode obrigar os pacientes a enfrentar uma vida com complicações já que é uma das maiores causas de cegueira, doença renal, doença cardiovascular, infarto e amputações.

A cada ano 4 milhões de pessoas morrem por Diabetes, mais da metade dessas mortes poderia ser prevenida pois a prevenção é simples e de custo efetivo. É importante lembrar os sinais do Diabetes mais comuns são: sede excessiva, perda de peso, cansaço, aumento da fome, urina frequente, falta de interesse e concentração, vômito e dor de estômago, formigamento nos pés e mãos, visão embaçada, infecções frequentes e cicatrização lenta.

Pessoas com má alimentação, obesas, sedentárias, hipertensas e que possuem antecedentes familiares de diabetes tem fator de risco aumentado para a doença. Estas devem realizar testes de glicemia, procurar seu médico para acompanhamento, praticar atividades físicas regulares e reduzir o peso. Atitudes como estas diminuem o risco de desenvolver Diabetes em até 40%.

Existem pessoas sabidamente diabéticas que não se cuidam e não sentem nada, mas é importante lembrar que os danos são silenciosos, ou seja, o comprometimento de órgãos diretamente afetados pelo Diabetes descontrolado ocorre lentamente ao longo dos anos, onde a perda de suas funções poderá ser sentida quando não há muito que fazer comprometendo significativamente a qualidade de vida.

Lembre-se: Um diagnóstico precoce salva vidas.

Para sensibilizar os beneficiários e a população em geral sobre os riscos da doença, a Equipe da Medicina Preventiva do Bensaúde esteve presente na Unidade da Rua XV de Novembro verificando a Glicemia Capilar, aferindo a pressão arterial e entregando folders informativos com dicas de prevenção e controle do Diabetes.

Fonte: www.diabetes.org.br

Comentários