SEE põe em prática Programa de Erradicação do Analfabetismo no Acre


A meta é alcançar 22 mil acreanos

Erradicar o analfabetismo numa proporção de 4% ao ano, a começar agora em 2016, até 2018. Esta é a meta da Secretaria de Educação e de Esporte, a SEE, cujo pontapé inicial se deu na tarde desta sexta-feira, 29, em reunião de planejamento entre coordenadores e técnicos da pasta.

O Programa de Erradicação do Analfabetismo no Acre faz parte da agenda prioritária do governador Tião Viana e tem por objetivo eliminar o fosso que atinge hoje 13,2% dos 790 mil moradores do Acre.

“Trata-se de algo que vamos executar, a partir de agora, por meio da união de forças de todos os setores da nossa Secretaria de Educação. Ensinar essas pessoas a ler é resgatar a sua dignidade, algo que deve ser encarado com seriedade”, afirmou o secretário-adjunto, José Alberto Nunes. 

A missão, cuja proposta é o levante em favor das pessoas que querem aprender a ler e a escrever, será liderada pelo também secretário-adjunto Moisés Diniz.

Sucessivas reuniões nos bairros de Rio Branco, chamando a comunidade para se tornar parceira do programa, além da conscientização das famílias, sobretudo aquelas que têm integrantes que ainda não sabem ler nem escrever, já estão sendo feitas por técnicos da SEE.

“Temos hoje 66 mil pessoas analfabetas, com idade superior a 15 anos. Desses, 53%, o equivalente a 34 mil adultos, vivem na zona urbana e outros 47% na zona rural. Por isso, nossa meta é ousada. Vamos resgatar essas pessoas para as letras por entendermos que este é o caminho para um Acre mais socialmente justo”, ressalta Diniz.

Nesta sexta-feira à noite, a equipe da SEE já havia reunido moradores do bairro Placas e Alto Alegre, em torno do programa, conscientizando-os para mobilizar a comunidade a se matricular nos cursos de alfabetização que vão ter início em breve.

Da Agência Acre

Comentários