BRASILÉIA: Everaldo não deixou as senhas e prejudica pagamento de servidores



O prefeito Everaldo Gomes afastado pela Operação “Metástase” desencadeada pela Polícia Federal no último dia 14 de julho, no município de Brasileia, distante cerca de 200 km da capital, saiu sem deixar as senhas dos computadores do sistema financeiro e de programas federais. O pagamento de vereadores e servidores sofre atraso.

A informação foi repassada por um dos ex-secretários de Everaldo que pediu para não ter seu nome revelado. O duodécimo que já deveria ter sido repassado à Câmara Municipal não tem previsão para acontecer.

Segundo assessores do prefeito interino, Jorge Eduardo (o Jorge da Fazenda), informaram que a previsão é que até o dia 5 de agosto todas questões ligadas ao sistema financeiro estejam resolvidas. O clima é de tensão na sede da prefeitura.

Eleito pelo Democrata, depois de migrar para o SOLIDARIEDADE, Jorge assinou filiação com o PSD. O gestor interino vem fazendo demissões em massa de pessoas de confiança ligadas à gestão do prefeito afastado.

Everaldo e o ex-prefeito Aldemir Lopes são acusados de corrupção ativa e passiva, organização criminosa, lavagem de capitais e falsidade ideológica.

O OUTRO LADO

Hoje pela manhã (25) a assessoria jurídica do prefeito Everaldo Gomes afirmou que o mesmo saiu da prefeitura sem levar nenhum dos seus pertences pessoais, impedido judicialmente, portanto, “não é verdade que saiu sem deixar as senhas do Sistema Financeiro”.

Ainda de acordo a assessoria, por este fato não pode repassar de imediato repassar todas as informações. “O prefeito encontra-se contribuindo com a investigação e que uma vez concluída, estará sendo protocolado pedido para que o mesmo retorne ao cargo de prefeito até o final do mandato que foi democraticamente eleito”, concluiu.

Fonte: http://www.ac24horas.com/

Comentários