EDUCAÇÃO: Inscrições para o Sisu começam nesta terça-feira (24)

Candidatos que participaram do Enem 2016 e tiraram nota superior a zero podem concorrer às vagas em instituições de ensino superior


A partir desta terça-feira (24), os candidatos que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) do ano passado já podem se inscrever na página do Sistema de Seleção Unificada(Sisu) para concorrer às vagas em universidades e institutos federais.

Ao todo, são 238.397 vagas em 131 instituições públicas. Entre elas, universidades federais, institutos federais de educação, ciência e tecnologia e instituições estaduais. O número de vagas subiu 4,5% em relação ao primeiro semestre do ano passado, quando a oferta foi de 228.071.

As inscrições terminam no dia 27 de janeiro e o resultado será divulgado no dia 30. Já o período de matrícula dos selecionados será de 3 a 7 de fevereiro.

Lista de espera

Os candidatos que não forem selecionados na chamada regular para as vagas poderão participar da lista de espera, entre 30 de janeiro e 10 de fevereiro. Quem também foi selecionado, mas pela segunda opção, também pode participar da lista. Esses candidatos serão convocados a partir do dia 16 de fevereiro, caso haja vagas remanescentes.

Requisitos

O Sisu seleciona os estudantes com base na nota no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Cabe a cada instituição definir o cálculo que utilizará para a seleção dos novos alunos. Para participar do processo, o estudante não pode ter tirado nota zero na redação do exame.

Seleção

No momento da inscrição, o candidato têm de escolher por ordem de preferência até duas opções de curso entre as vagas ofertadas pelas instituições em qualquer cidade.

Enquanto o período de inscrição estiver aberto, os candidatos podem conferir a nota de corte dos cursos, que é alterada diariamente às 00h ao longo desse período conforme a pontuação dos inscritos.

A nota mínima para ingresso nos cursos é calculada com base no número de vagas e na quantidade de inscritos para cada curso por modalidade e ajuda os candidatos a monitorarem a cocorrência parcial para a vaga. Com isso, os cadidatos podem mudar as opções de curso quantas vezes quiserem durante o período de inscrição.

Quando as inscrições são encerradas, o sistema seleciona os candidatos dentro do número de vagas oferecidas de acordo com a classificação nos cursos a partir da nota obtida no Enem.

Fonte: Portal Brasil, com informações do MEC

Comentários