Executivo da Odebrecht reafirma pedido de apoio financeiro de Temer para eleição


Em depoimento ao relator da ação que investiga irregularidades na chapa Dilma/Temer, Cláudio Melo Filho reiterou teor de sua delação premiada
Wilson Dias/ABr
De acordo com empreiteiro, Temer pediu apoio financeiro à Odebrecht na campanha de 2014
Em depoimento ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o executivo Cláudio Melo Filho, ex-vice-presidente de Relações Institucionais da empreiteira Odebrecht, reafirmou que o presidente Michel Temer (PMDB) pediu “apoio financeiro” do grupo para a campanha eleitoral de 2014. Em depoimento ao ministro Herman Benjamin, relator da ação que investiga irregularidades na campanha da chapa Dilma/Temer, Melo reiterou o teor de sua delação premiada, segundo a Folha de S. Paulo.
Na época do pedido, Temer ocupava o cargo de vice-presidente e concorria à reeleição ao lado da petista Dilma Rousseff. O apoio financeiro, de acordo com o ex-vice-presidente da Odebrecht, foi solicitado pelo peemedebista durante um jantar no Palácio do Jaburu, que também contou com a presença do então presidente do grupo, Marcelo Odebrecht, e do hoje ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha.
As primeiras declarações do empreiteiro sobre o assunto foram prestadas em sua delação premiada no âmbito da força-tarefa da Lava Jato, no ano passado. Cláudio Melo declarou, na ocasião, que Temer pediu doações, em valores não contabilizados, a Marcelo Odebrecht. O acerto, segundo ele, foi de R$ 10 milhões. Em depoimento ao relator do TSE, Marcelo Odebrecht confirmou ter recebido pedido de ajuda de Temer, mas negou ter tratado de valores com o atual presidente. O acerto, segundo ele, foi feito entre Melo e Padilha.
Em uma série de audiências marcadas pelo ministro Herman Benjamin, para apurar indícios de irregularidades ocorridas durante a campanha de 2014 da chapa Dilma/Temer, outros ex-executivos da Odebrecht também foram ouvidos sobre o caso.
Fonte: http://congressoemfoco.uol.com.br

Comentários

Postagens mais visitadas