Illuminatis, Alquimia e Deep Web são citados nas redes sociais como causas do desaparecimento de Bruno Borges

Bruno está desaparecido desde o dia 27 deste mês/Foto: Arquivo pessoal 

Folha do Acre - O desaparecimento do estudante de psicologia Bruno Borges está envolto em muito mistério. Um vídeo que circula nas redes sociais, do que supostamente seria o quarto do jovem, onde mostra o cômodo cheio de descrições de códigos e figuras geométricas, serviu para deixar o caso ainda mais enigmático.

A Polícia Civil, após o registro da queixa, designou o delegado Fabrizzio Sombreira, um dos mais experientes e preparados do estado, para investigar o caso. Pelo menos duas equipes estão em campo colhendo informações que possam levar ao paradeiro de Bruno Borges. Segundo a assessoria da Secretaria de Estado de Polícia Civil (Sepc), estão sendo realizados levantamentos na emissão de bilhetes de passagens na Rodoviária Internacional de Rio Branco, no aeroporto da capital, bem como na região de fronteira e na Tucandeira, na tentativa de identificar e localizar o carro, uma camionete, em que o jovem teria embarcado nas proximidades de sua casa.

Levantamentos estão sendo realizados também no estado vizinho de Rondônia, sobre uma possível passagem do jovem pela cidade de Porto Velho. Pelo menos 20 agentes estão participando das investigações.

Familiares e amigos, entre eles, os últimos a terem contato com Bruno Borges antes do desaparecimento estão sendo ouvidos pela autoridade policial. Imagens dos sistemas de monitoramento de vídeo de casas nas proximidades da residência da família Borges também estão sendo requisitadas para perícia policial.

A assessoria do governo do Acre informou à reportagem do Folha do Acre que o caso está sendo mantido sob sigilo, ficando apenas para a família de Bruno Borges a decisão de repassar qualquer tipo de informação sobre o andamento do caso à imprensa.

“A polícia está seguindo com todos os trâmites de investigação que o caso requer, mas como forma de resguardar a família o caso está sendo mantido sob sigilo, somente os familiares podem dar qualquer tipo de declaração, essa será uma decisão deles”, informou a assessoria ainda na noite de terça-feira, 28.

Estátua no centro do quarto e escrituras no teto e nas paredes


No quarto de Bruno tem uma estátua avaliada em R$ 20 mil e símbolos enigmáticos

Na filmagem supostamente feita no quarto de Bruno Borges, é possível ver uma estátua no centro do quarto onde também tem um círculo desenhado no chão. A imagem é do teólogo, filósofo, escritor e frade dominicano italiano Giordano Bruno, condenado à morte na fogueira pela inquisição romana com a acusação de heresia ao defender erros teológicos.

Giordano Bruno teve numerosas acusações, com base em alguns de seus livros, bem como em relatos de testemunhas, incluíam blasfêmia, conduta imoral e heresia em matéria de teologia dogmática e envolvia algumas das doutrinas básicas da sua filosofia e cosmologia, entre elas, de sustentar opiniões contrárias à fé católica sobre a Trindade, a divindade de Cristo e a encarnação; reivindicar a existência de uma pluralidade de mundos e suas eternidades; acreditar em metempsicose e na transmigração da alma humana em brutos, que seria a teoria da possibilidade da alma humana encarnar em animais ou vegetais, e; envolvimento com magia e adivinhação.

No vídeo é possível ver uma frase escrita “de trás para frente” com os dizeres “A verdade é o caminho oposto”. Em uma estante tem escrito os temas de alguns livros que estão guardados no local, como: Teologia e Ocultismo/Magia Branca. É possível ver ainda figuras geométricas, algarismos romanos e outros simbolos de religiões consideradas pagãs e sociedades secretas escritos em folhas coladas na estante, chão, paredes e teto. Uma pintura onde o jovem aparece ao lado de um ET também aparece nas imagens.

Estudante fala sobre Illuminati, Alquimia e recrutamentos na web

Símbolo da ordem Illuminati

Uma estudante acreana, mas que atualmente reside em Porto Velho, falou com a reportagem do Folha do Acre sobre o vídeo supostamente gravado no quarto de Bruno Borges. A jovem de 21 anos que pediu para não ser identificada afirmou que os símbolos, escritas e demais figuras mostradas na gravação fazem referência aos Illuminati, nome geralmente que se refere aos Illuminati da Baviera, uma sociedade secreta da época do Iluminismo, fundada em 1 de maio de 1776, com os objetivos de opor-se à superstição, ao obscurantismo, à influência religiosa sobre a vida pública e aos abusos de poder do estado; a Alquimia, além do Raelianismo, ou Movimento raeliano, que se afirma ateu, e que nada tem a ver com Ciência, é a crença que seres extraterrestres criaram as formas de vida na Terra há milhares de anos; são entidades místicas, talvez prontas para defender e vigiar a humanidade.

“Sempre gostei dessa coisas de extraterrestres, de documentários a respeito do assunto, de seitas e sociedades secretas e daí pesquisava muito na internet, até que um dia comecei a receber alguns links e pessoas ne contatavam nas redes sociais para conversar sobre o asusnto, achava normal até o dia em que uma pessoa me passou um link de uma espécie de jogo de perguntas e respostas. Esse jogo você respondendo algumas perguntas e vai pontuando até atingir uma margem de ponto que ‘libera’ um outro link para uma nova fase. As perguntas geralmente envolvem ocultismo, religião alquimia, filosofia, psicologia entre outras. Só que entre uma pergunta e outra você vai passando por uma espécie de lavagem cerebral e começa a questionar muitas coisas e acreditar em outras totalmente absurdas. Graças a Deus percebi a tempo que isso era uma coisa perigosa e deixei de acessar os links”, comentou a estudante.

Na redes sociais, amigos pedem que estudante entrem em contato com familiares

Amigos manda mensagem de apoio a Bruno Borges
O desaparecimento do estudante de psicologia Bruno Borges ganhou grande repercussão em meio a sociedade acreana, sobretudo nas redes sócias, e foi por meio da web que amigos estão se mobilizando em uma corrente para tentar desvendar o paradeiro do jovem de 25 anos que está desaparecido desde a última segunda-feira, 27.

No perfil de Bruno Borges, na rede social Facebook, amigos e até desconhecidos fazem apelos para que o jovem, se visualizar as mensagens, entre em contato com os familiares. São centenas de manifestações de apoio à família e pedidos de contato ao estudante.

Comentários