Falido, DERACRE de Tarauacá se tornou um mero órgão para empregar pessoas apadrinhadas por político



Até o início de 2014, o DERACRE (Departamento de Estrada e Rodagem do Acre) era o órgão mais respeitado do Estado, principalmente, nos municípios do interior. Com o declínio da economia do País, por conseguinte a do Estado, o Órgão também entrou em decadência. 

Em Tarauacá , o DERACRE foi além, falido e sem executar nenhum trabalho, tornou-se um mero órgão para empregar eleitores apadrinhados por político. O governo do Estado cedeu órgão a um partido "aliado", no entanto, retirou todo o poder que tinha. As máquinas foram levadas para o DERACRE do Gregório, as poucas que ficaram estão paradas por duas razões: quebradas ou por falta de combustível. 

A situação é tão precária que os moradores estão comprando o diesel para o DERACRE abrir os ramais, quando estás máquinas não estão sendo usadas para interesses de terceiros. 

O certo é o governador Tião Viana extinguir o DERACRE em Tarauacá, porque a única serventia é gerar gasto ao erário para atender interesse político eleitoreiro. Para comprovar o que escrevo, os funcionários que não tinham apadrinhamento não tiveram seus contratos renovados, ficou somente a famosa panelinha. 

Por Leandro Matthaus
Blog Tarauacá Agora

Comentários